domingo, 26 de abril de 2015

Pequenas Poesias (Retrô) 1998

Alguém me disse aquele dia
que eu seria feliz
e quem diria não disse
 que era pra dizer adeus
o mundo inteiro gira em torno 
do que é desigual
no fim das contas 
ninguém é normal
aquela estrela que passa
aquele sonho que racha o som
sereno do céu
o sonho é tudo invenção
um grande barco que leva a canção
Por onde o tempo levar
ou quando o sono chegar
eu volto a ser imortal
e tudo é tão natural
o mundo muda de estação 
e estamos sempre na mesma direção
não ouço nada além do som
das trovoadas e trovões
que sempre vem em dias longos
mas sempre em dias tão perfeitos...

Danilo Pinoti

Nenhum comentário:

Postar um comentário