sexta-feira, 29 de junho de 2012

Pequenas Poesias

Daqui de dentro de mim
semeando tempestades
buscando inúmeras razões
pra o incerto ter sentido
um cheiro de antiga vitória
do laço de eterna saudade
não penso em nada além
do que outrora me sugava
a alma sem falsas pretensões
os pés descalços pisando em vidros
sangrando o entardecer mal resolvido
de tão poucas horas em vão
volto ao meu eu, e fora de mim
me convenço que o resto
tem som sofrido de música sem fim...

Danilo Pinoti



Nenhum comentário:

Postar um comentário