quinta-feira, 8 de março de 2012

Mulher

Mulher de infinita beleza
doce pitada de fel
olhar de utopia constante
seus sonhos por traz deste véu
Mulher que se esconde em segredo
que nunca se deixa encontrar
me deixe invadir os teus olhos
quem sabe eu consiga te achar
Mulher de palavras doces
de humor ácido e sagaz
do sorriso mais sincero
e tantas lembranças mais
Mulher que invade o nosso mundo
na velocidade do segundo
impossível não se apaixonar
Mulher, veneno de intimidar serpente
faz do momento o lugar mais quente
e deixe-nos participar...

Danilo Pinoti








Nenhum comentário:

Postar um comentário