quinta-feira, 8 de março de 2012

Mulher

Mulher de infinita beleza
doce pitada de fel
olhar de utopia constante
seus sonhos por traz deste véu
Mulher que se esconde em segredo
que nunca se deixa encontrar
me deixe invadir os teus olhos
quem sabe eu consiga te achar
Mulher de palavras doces
de humor ácido e sagaz
do sorriso mais sincero
e tantas lembranças mais
Mulher que invade o nosso mundo
na velocidade do segundo
impossível não se apaixonar
Mulher, veneno de intimidar serpente
faz do momento o lugar mais quente
e deixe-nos participar...

Danilo Pinoti








Memórias...

Foi o tempo
e o momento se fez aurora
em nosso instante escancarado
seu curto tempo embora
conto cada segundo
cada memória do nosso mundo
eu, você e outrora...

Danilo Pinoti

quarta-feira, 7 de março de 2012

Pequenas Intenções Introvertidas

Calma tênue e silenciosa
velhos poços abertos em ruas desertas
luz sombria e o cheiro da cidade invadida
nos meus sinceros votos de feliz para sempre
eu vi passar um vulto cheio de más intenções
e a casa que permanecia quase iluminada
só se ouvia o o ranger da velha escada
e dos passos de quem não se via
calma, tênue e silenciosa vida...

Danilo Pinoti





Pequenas Poesias

Hoje não quero mais perguntas
cabe a mim agradecer
por tudo que me foi dado
até o momento de te rever
a paciência é uma arte
que poucos sabem entender
forte é o vento que empurra a porta
do velho estaleiro e me devolve você...

Danilo Pinoti

Os Antiquados