sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Pequenas Poesias

O arco que cruza a cidade
fez-se luz meu anoitecer
a lembrança que hoje se tarda
sem poemas de sol pra acender
loucos versos
poemas perdidos
ir e vir com seu jeito de ser
uma história que sai da gaveta
te devora e se entrega ao prazer
sou criança ainda que perdida
que olha o céu com tamanha emoção
sou poeta da sala escondida
sou seresta bailando o sertão...

Danilo Pinoti






Nenhum comentário:

Postar um comentário