terça-feira, 10 de maio de 2011

Pequenas Poesias

Pequenas Poesias

Queria esquecer do mundo
na velocidade do segundo
uma vez entendido o medo
deixa de ser segredo
Passa a ser diversão 
olhos de olhar sentença 
prepara a vingança certa
e tenta não se descontrolar
minha vontade nem é pecado
nem faz sujeira ou discorda em partes
sou som de pedra 
e carrego um certo pudor
sou o suor da febre
que escorre o rosto ardente
e morre na boca do pecador...

Danilo Pinoti

2 comentários:

  1. Escreva mais...
    Nunca comento aqui, mas sempre leio suas poesias... Adoro...
    Espero ansiosa a próxima!

    Carol

    ResponderExcluir