quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Pequenas Poesias

O que me remete a medo
é o fato de ninguém se importar
é olhar para o futuro mais próximo
mas na hora não querer avançar
é ter nas mãos a chave da porta
e fugir em vez de encarar
a juventude que tinha proposta
hoje se esconde pra não complicar
saudade da tempestade
que eu sabia controlar
e que aos poucos foi sumindo
e se tornou um só lugar
os poucos amigos que tinham ideal
se calaram por medo do tal
hoje vendo do lado de fora
me permito até me expressar
através dessas frases seguidas
os meus dias e a falta de ar...

Danilo Pinoti

3 comentários:

  1. Olá!
    Invadindo seu blog.. hehe
    Muito boa a poesia, ótimo blog.
    :)

    ResponderExcluir
  2. Primeira vez que leio o seu blog.
    Adorei. ;P

    ResponderExcluir