quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Pequenas Poesias

O que me remete a medo
é o fato de ninguém se importar
é olhar para o futuro mais próximo
mas na hora não querer avançar
é ter nas mãos a chave da porta
e fugir em vez de encarar
a juventude que tinha proposta
hoje se esconde pra não complicar
saudade da tempestade
que eu sabia controlar
e que aos poucos foi sumindo
e se tornou um só lugar
os poucos amigos que tinham ideal
se calaram por medo do tal
hoje vendo do lado de fora
me permito até me expressar
através dessas frases seguidas
os meus dias e a falta de ar...

Danilo Pinoti

Pequenas Poesias

Sou o exemplo da minha verdade
simples gesto da mão calejada
um pequeno pedaço da sociedade
entre mortos e feridos
estamos seguindo
lua que se faz poema
nesta noite eu lembro uma cantiga
da infância que me foi prometida
dos amigos que me foram tirados
dos segredos que não foram contados
lembro apenas do dia mais certo
longe e perto em tempo real
sob o caos se encontra a cidade
que exala seu cheiro excitante
pensamentos que vagam perdidos
e atropelam o perfeito instante...

Danilo Pinoti

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Pensamentos Vagos

Já somos ricos por estarmos juntos...o resto é consequência...

Danilo Pinoti

Pequenas Poesias

O que foi escolhido
que o espelho não revelou?
dias em série
fome de encontros
que nem a luz mostrou
caindo em pesadelos
medo dos meus medos
a minha verdade
eu uso a meu favor
e o que penso logo escrevo
pra não perder
mas o que perco
é porque não era pra acontecer...

Danilo Pinoti

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Pequenas Poesias

Essas ruas me perseguem
dentro dos túneis imaginários
fora do alcance das crianças
me engole antes que eu a devore
beco que falta luz
tempo que não permite
paz que entope bueiros
lembranças e fotos velhas
naufrágios e confusões
os carros em ringue aberto
pouca respiração
o caos que desperta o medo
rostos e seus segredos
cidade que espanta os fracos
e acolhe os restos
dos nossos medos...

Danilo Pinoti

Pequenas Poesias

Rosto leve e olhos vibrantes
suave delicadeza que me deixa em ar
toque inexplicável em uma troca sem igual
o que será que o sentimento pode aprontar?
abra seu coração e deixe a felicidade
tomar conta do momento
me encanta o suave gesto no seu jeito de falar
volta e atende alguém que espera
veja a sorte e tente entrar
se um poeta escreve em versos
você pode se encontar...

Danilo Pinoti

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Pequenas Poesias

Leve se faz o fardo perto de você
mudo o tempo e volto a brincar
de te amar... te querer
as boas frases do momento
ligam o céu ao sentimento
deixa na boca o gosto eterno
que nada tira,nem eu quero...

Danilo Pinoti



Pequenas Poesias

Antes o meu jeans
que a sua falta de ar
poucas todas suas noites
letras pra se tocar
segue sua estrada
sem levar o que é meu
tentei te olhar como
uma grande verdade
estacionei o seu mundo
na minha vaga
não me esconda o que
nunca foi meu
me mostre o seu lado
permita ao menos um recado
faço parte dessa loucura
e me sinto um selvagem
sem garras afiadas
mas querendo amar
se entregue aos seus
poucos absurdos
a felicidade está aí
vamos estar....

Danilo Pinoti

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

domingo, 19 de setembro de 2010

Pensamentos Vagos

 Quando os amores de outras vidas se juntam transformando em um ser, 
é dada a chance de encontrar a outra parte e começar a viver....


Danilo Pinoti

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Pequenas Poesias

O seu tudo é pouco pra mim
o meu mundo em sonho é raiz
os meus dias de glória
o poema inventou
minha parte na história
o segredo levou
como leva a cidade
com o que mais se esperou
me perdi na inocência
de um breve e louco amor...

Danilo Pinoti

Pequenas Poesias

Fome dos teus beijos
sede de um desejo inexplicável
o perto está longe daqui
vontade de sentir tudo de novo
um novo tempo
seca a dor que estampa o peito
lava a alma e escolhe o jeito....

Danilo Pinoti

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Pensamentos Vagos

Deixe entrar o novo em tua casa e dentro de ti...

Danilo Pinoti

Pensamentos Vagos

A arte de se olhar no espelho é fantástica...

Danilo Pinoti

Pequenas Poesias

Cadê você deusa dos meus sonhos
enorme tentação me deixa com falta de ar
luz que não convence 
E embala o meu sono
puro pecado perdido em lembranças
breve disparo a um coração sem semblante...

Danilo Pinoti

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Pequenas Poesias

A felicidade é egoista
mas quem sente se arrisca
a verdade enobrece o homem
enquanto na cidade se esconde a fome
os loucos escrevem em forma de discurso
o caminho a seguir não altera o curso
a vida bem vinda
viva, vida minha...

Danilo Pinoti

Plantão de notícias!!!!

EM BREVE
Venda do meu livro aqui no blog!!!!! Aguardem!!!!

Pequenas Poesias

Que loucura é essa que não cessa
acordei de tudo e agora as lágrimas caem
dói demais tentar entender
fácil é falar o que não se vive
vi a cor do seu silêncio
e o desejo do seu corpo
a boca fecha e seca o suor
os olhos vibram ao ver o teu nome
mas pensar é algo livre
e voar é o que se vive...

Danilo Pinoti

Pequenas Poesias

Arrume algo pra fazer menino!
segue o rumo e reinventa seu agora
Está tudo fora do lugar
que o acaso se distrai
sente que as horas passam
e o sol apaga dia
a noite avisa que as estrelas
são poeiras
e o coração entende que o amor
é sinal de um leve aconchego...

Danilo Pinoti

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Pequenas Poesias

Menina bonita
parece que vem do reinado
a cerca que corta a carne
comete o pecado
do lado de lá da cidade
eu encontro o seu lado
E eu que hoje me encontrei
sem nunca ter perdido
dos sonhos que eu mais sonhei
hoje são vividos
o resto depois se transforma
vira parte da história
e começa a viver...

Danilo Pinoti

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Pequenas Poesias

Não se aproxime
da minha esquina
hoje sem rima
nem mesmo eu
tantas histórias
muitas são glorias
outras se foram
não desespero
meu bem eu quero
o que você prometeu
não vem agora
fora de hora
dizer adeus
outras mentiras
fotografias
quem sabe eu...

Danilo Pinoti