sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Pequenas Poesias

Passa no fino fio da minha loucura
Um desejo sem rumo
Uma parte de mim quer ser eu
E a outra sei lá quem pode ser
Noites sem sono
Céu sem estrelas
Dias sem nuvens
Palavras que rolam sem sentido
Lagrimas de alguém
O lugar é frio e sem cor
Está marcada com ferro
Estampada em rostos escuros
Rasgo as palavras e os pedidos
E te encontro no dia marcado...

Danilo Pinoti






2 comentários:

  1. Mas então, o que sería a loucura?
    A vida vista pelos olhos alheios, ou apenas o seu eu se despindo?
    A loucura é muito bela e relativa...Muito honesta...muito sincera...
    Adoro seu blog Danilo..Parabéns!
    BJu!
    @daniimorgan

    ResponderExcluir
  2. certamente o encontro no dia marcado!

    ResponderExcluir