domingo, 18 de abril de 2010

Pequenas Poesias

O frio e o silêncio da casa
me assusta, provoca e me afasta
o som do nada
o nada que se fez notar
febril o menino suspira
e o ar que percorre as veias
entope o que um dia vazou
de sarjetas esquecidas
e pessoas maltratadas
corre o sangue sofrido
pela face nua
o pêlo que envolve o seu corpo
se preocupa com o sorriso alheio
e tranforma a solidão em razão...

Danilo Pinoti

Nenhum comentário:

Postar um comentário