quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Pequenas Poesias

Perto da casa simples
dentro de um mundo novo
alguém ao meu lado
em silêncio continuo
descobertas surpreendentes
pessoas que a tempos não via
momentos de festa e comemorações
seguindo sozinho um corredor aberto
encontrando pessoas perdidas
acolhendo sempre alguém que chora
pessoas bonitas e pessoas escondidas
ouvindo sempre pra não olhar para trás
e seguir em frente passando por cima dos desafios
no final uma porta se fechando e a escolha sem muito tempo
do lado de lá da decisão, alguém especial me espera
com notícias que soam tristes quando lidas, mas quando interpretadas
abre nossos olhos e nos apresenta
uma nova vida ganhando vida...



Danilo Pinoti

3 comentários:

  1. Oi Danilo! Td bem? Em primeiro lugar, quero dizer que gostei muito das suas pequenas poesias, e em segundo lugar, eu quero perguntar, se quando escreve você coloca o seu eu dentro das poesias, ou escreve como sendo outro, ou uma espécie de narrador? Espero que tenha entendido a pergunta. Curiosidade de uma típica estudante de Letras. Beijos! Lara

    ResponderExcluir
  2. Parabéns! Vc escreve a poesia que gosto de ler...livre, sem regras, mas que não deixam de ser profundamente poéticas!!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Oi Danilo... Adoro sempre passar por aqui para dar uma espiada nas suas poesias... Porém sempre esqueço de comentar... Acho suas poesias livres... Não sei descrever direito... Mas acabam demosntrando um lado mais realista e profundo... Porque você não faz um sorteio do seu livro aqui no blog??? Pensa ia direitinho... Adoraria ter o livro, ganhado então, nem se fala...rs. Bom... Parabéns... cada dia mais fico fascinada com suas palavras...
    Bjão
    @RegianeCM

    ResponderExcluir