sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Pequenas Poesias

Estou na casa das confusões
pronto pra me atirar no meio da sua idéia
leve de fato, peso em excesso
caos nos meus passos
ruas tortas e carros quebrados
minha vida passa sem rodeios
meus olhos abrem e fecham calados
só falta o meu corpo suar de frio
pra que eu possa me jogar na tempestade
que não descansa...

3 comentários:

  1. Poesia inteligível e precisa é preciso. Gostei muito! Um abração, Danilo!

    ResponderExcluir
  2. Que bommmmmmm ler o que você escreve. Amei!!! Parabens pelo blog, pelas ideias, pelos textos. Abraços.

    ResponderExcluir