quinta-feira, 16 de julho de 2009

Pequenas Poesias

Ele tinha apenas doze anos quando o vi
tinha os olhos tristes e um passado a lhe seguir
parecia bem pequeno, mas ao mesmo tempo não
resolveu contar a sua estória então
menino...bandido...olhar perdido na lembrança
menino... bandido...uma vida que ninguém deu esperança.
cresceu sabendo que ninguém olhava ao lado
pessoas imóveis em carros importados
sem saber o que se passa
só sabem criticar e fazer graça
e terminou dizendo que dali pra frente
ia olhar com outros olhos
não estava mais doente
só precisava conversar com alguém urgente...
menino...bandido...

Danilo Pinoti

2 comentários:

  1. Oi Danilo.Te acompanho no twitter e resolvi abrir seu blog. Não gosto muito de poesias, mas as suas são ótimas, sinixxxtras. Adoreiii viuu!! Parabéns!! Virei sua fã. rsrs
    Beijos, Analine Molinário.

    ResponderExcluir